quarta-feira, 22 de agosto de 2018

PAPA FRANCISCO - AUDIÊNCIA GERAL

Sala Paulo VI - Quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Dando continuidade às catequeses sobre os Dez mandamentos, hoje trataremos do segundo mandamento que nos ensina: “não pronunciarás o nome do Senhor, teu Deus, em vão”. Não pronunciar o nome em vão significa não se apropriar do nome de Deus de um modo superficial, vazio ou hipócrita. Na Bíblia, o nome representa a verdade íntima das coisas e das pessoas. Alguns personagens bíblicos recebem um novo nome ao serem chamados por Deus para realizar uma missão. E, em concreto, conhecer o nome de Deus significa experimentar a transformação da própria vida: pensemos no Batismo, onde recebemos uma vida nova, em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Invocar o Seu nome é, portanto, manifestar a nossa íntima união de Amor com Ele, santificando o nome de Deus, como rezamos no Pai Nosso, sem fingimento, e dando um testemunho mais autêntico da nossa fé cristã.

Dirijo uma cordial saudação aos peregrinos de língua portuguesa, particularmente aos jovens lusitanos de Lijó e aos marinheiros brasileiros do Navio Escola “Brasil”. Queridos amigos, no batismo fomos santificados no nome da Santíssima Trindade. Peçamos a graça de poder viver os nossos compromissos batismais como verdadeiros imitadores de Jesus, o Filho de Deus, guiados pelo Espírito Santo, para a glória do Pai. Obrigado.

22/08 - Festa de Nossa Senhora Rainha

A festa litúrgica de Nossa Senhora Rainha é conhecida também festa do “Reinado de Maria”. Ela foi instituída no ano 1954 pelo Papa Pio XII. Aconteceu quando ele coroou Nossa Senhora na Basílica de Santa Maria Maior, que fica em Roma, Itália. No dia 11 de Outubro de 1954, Pio XII promulgou também a Encíclica Ad Caeli Reginam (A Rainha do Céu). A carta é um tratado sobre a realeza e a dignidade de Maria.
A princípio, a data da festa foi estabelecida para o dia 31 de Maio, mês de Maria. Agora, porém, a celebração acontece na oitava da Assunção, isto é, oito dias após a festa da Assunção de Nossa Senhora. Assim, fica manifesta a íntima ligação entre a Assunção de Maria e sua coroação no céu.
O Papa Pio XII deixa claro na Encíclica Ad Caeli Reginam, que "os Teólogos da Igreja, extraindo sua doutrina" consultaram os escritos e sermões de vários Santos, bem como testemunhos da Tradição antiga. Em todos esses casos, lê-se na Encíclica, os santos e a Tradição "referem-se à Santíssima Mãe Virgem Rainha de todas as coisas criadas, Rainha do mundo, Senhora do universo".
A celebração do Reinado de Nossa Senhora tem sua origem na festa de Cristo Rei do Universo, ou, festa do “Reinado de Cristo”. Como Jesus Cristo é Rei, sua mãe terrena, pura e imaculada, também é Rainha. Não se trata de um reino deste mundo, mas de um reinado eterno, universal, segundo a vontade de Deus.

Oração a Nossa Senhora Rainha

“Ó, Maria sem pecado concebida! A mais Preciosa Menina, Rainha das Maravilhas. Ajuda-me neste dia a ser sempre teu verdadeiro filho, para chegar um dia ao Deus da Vida. És Rainha do Céu e da Terra, gloriosa e digna Rainha do Universo a quem podemos invocar de dia e de noite, não só com o doce nome de Mãe, mas também com o de Rainha, como te saúdam no Céu com alegria e amor todos os Anjos e Santos. Nossa Senhora Rainha, Celeste Aurora, enviai a Luz Divina do Universo para me ajudar a resolver estes problemas (descrever resumidamente os problemas) Amém.”

Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai.

Evangelho do dia 22/08/2018: São Lucas 1, 26-38

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi, e o nome da virgem era Maria.28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” 29Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. 34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Oração do dia Ó Deus, que fizestes a mãe do vosso Filho nossa mãe e rainha, dai-nos, por sua intercessão, alcançar o reino do céu e a glória prometida aos vossos filhos e filhas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Evangelho de 20/08/2018 - Tempo Comum

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, o que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que tu me perguntas sobre o que é bom? Um só é o bom. Se tu queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe e ama teu próximo como a ti mesmo”. 20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. O que ainda me falta?” 21Jesus respondeu: “Se tu queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

"...Se tu queres entrar na vida, observa os mandamentos”
Quais são os bens, os sentimentos que ainda me prendem e me afastam de Jesus? O afeto exagerado? O dinheiro? A soberba? O que tenho que deixar para que meu coração esteja livre, leve dos fardos deste mundo para que Jesus seja o centro da minha vida? Senhor, tire as vendas dos meus olhos, ajude-me a organizar os meus pensamentos e sentimentos e, assim, eu jamais me afaste da sua presença.

Pai, obrigado pelo tanto bem que de Ti recebo todos os dias. Ajuda-me a não fazer a minha felicidade depender da aparência física, dos bens materiais ou de outros falsos deuses que tanto me condicionam. Faz-me disponível para ser útil aos outros de forma gratuita e desprendida. Ofereço o meu dia unindo-me à intenção que o Papa confia à sua Rede Mundial de Oração neste mês. Pai Nosso...

sábado, 18 de agosto de 2018

Evangelho de 18/08/2018 (Mateus 19, 13-15)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, 13levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam. 14Então Jesus disse: “Deixai as crianças e não as proibais de virem a mim, porque delas é o reino dos céus”. 15E depois de impor as mãos sobre elas, Jesus partiu dali.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

As crianças são sinceras, têm um coração puro, falam o que sentem, falam a verdade e quando mentem percebemos porque não sabem mentir bem. Quando uma criança simpatiza com alguém logo se percebe: ela sorri, brinca e se solta. Assim devemos ser com o Pai: livres, verdadeiros e confiantes no seu amor por nós, a ponto de entregarmos completamente nossa vida em suas mãos.

Obrigada, Pai, por todas as pequenas coisas que me vais mostrando. Dá-me coragem para dar testemunho de Ti em todas as coisas, coragem para preferir o amor ao ódio, a misericórdia à vingança, a vida à morte. Ofereço-Te os pensamentos, gestos e obras deste dia, por intercessão de Maria, pela intenção do Papa Francisco: que todas as famílias sejam lugar de amor e reconciliação e as reconheçamos como o maior tesouro que nos foi confiado. Ave Maria ...